• Da pré-história dos quadrinhos ao pós-modernismo gibístico!

    TOP 5 Personagens de quadrinhos infantis


    Digite “Donald Duck” no Google; a primeira palavra que segue é angry (irritado). Por aí já dá pra se ter uma ideia do temperamento deste genial personagem, cujas características e perfil, a despeito de - a princípio - atender ao público infanto-juvenil, o fazem ser um dos ícones mais humanos da cultura pop mundial. Crítico, mal-humorado, atrapalhado, ingênuo, mas também amoroso, confiável, obstinado e romântico, sempre às turras com sua família, este verdadeiro achado da Disney ditou influência para inúmeros personagens do entretenimento que viriam a ser criados no século passado. Ler Pato Donald é como acompanhar as desventuras de alguém tão próximo e familiar que sabemos exatamente o que ele irá falar ou agir diante de determinadas situações. Dá até pra ouvir sua voz estridente!, está ouvindo? Uma aula de personagem.

    Empoderamento feminino é tão século 21, não? Pois saiba que Mônica sabe o que é isso desde 1963, quando surgiu para se tornar, quiçá, o maior personagem da cultura brasileira. Vítima de (por que não dizer) bullying por sua estatura, arcada dentária e circunferência corporal, tendo repetidas vezes seu coelho de pelúcia arrebatado para posteriormente reaparecer com um apertado nó nas orelhas, nunca correu para as saias da mãe e sempre procurou seus (por que não dizer) agressores para tirar satisfações e dar-lhes uma merecida lição, sem nunca guardar rancor e mantendo os laços de amizade. Posto desta forma tudo pareceria um drama de violência mútua não fosse o fato das histórias sempre evidenciarem a inocência e pureza das crianças, aliado ao olhar vigilante de Maurício de Souza sobre a caracterização dos personagens.

    Calvin e Haroldo é leitura obrigatória para qualquer leitor de quadrinhos. Não, é leitura obrigatória para qualquer leitor. Melhor, pra qualquer ser humano. Só fui perceber que na verdade Haroldo era um tigre de pelúcia e que toda sua interação não passava de fruto da condição (?) do Calvin após muitas leituras e de ter me apaixonado pelos personagens e pela criatividade das histórias e situações. Foi um choque, que creio não ter me recuperado totalmente e que trouxe junto uma sensação estranha mediante as leituras e releituras posteriores. A tirinha feita por um fã no qual o Haroldo desaparece é de um simbolismo tão profundo e de uma verdade tão chocante que rivaliza com qualquer tratado de filosofia ou romance russo de mil páginas, sendo considerada a tira mais triste de todos os tempos.

    Mafalda é uma personagem cujas histórias não sobreviveriam incólumes a um regime ditatorial ou repressivo, dada a acidez de seus diálogos e a crítica sempre afinada e ao mesmo tempo ingênua à vida como ela é, ao funcionamento do mundo e á humanidade como um todo. Dê Mafalda para seu filho, e estará ensaiando a formação de um cidadão crítico e autocrítico com uma visão mais rica e questionadora do que o cerca. Repleto de jogos de palavras, diálogos espirituosos e perguntas inusitadas, as frases e pensamentos de Mafalda dariam um livro á parte, e justificam sua posição como um dos ícones mais fortes da cultura sul-americana.  Consta que as histórias de Mafalda nunca foram publicadas nos Estados Unidos, o que pode nos dizer muito sobre o solipsismo cultural estadunidense. Ou não.


    Quem é mais famoso, Bolinha ou Luluzinha? Se no que diz respeito ao universo de Mauricio de Souza a Mônica sempre obteve um leve destaque sobre os outros personagens, incluindo o Cebolinha, e na Disney o Pato Donald nunca foi ameaçado em popularidade pela Margarida e Cia. (talvez pelo Mickey, mas isso dá uma longa conversa), no panorama criado por Marge os dois personagens sempre tiveram histórias tão bem executadas que quaisquer questionamentos de gêneros caiam por terra diante da genialidade dos roteiros e do ritmo nunca cansativo que sempre caracterizou as histórias dos dois personagens. E a trupe de coadjuvantes sempre manteve o nível alto no que tange ás construções de personagens. Não raro eu apelidava meu amigo almofadinha como Plínio ou o caçula chato da turma como Alvinho.


    ED.
    Se pudesse escolher um superpoder escolheria o de voltar no tempo pra reler aqueles quadrinhos com espírito de criança, e desaprender a contar algarismos como fez nesta matéria com a quantidade de personagens.

    0 comentários:

    Prato cheio de gibis (CTRL+F)

    100 balas 1001 Comics 2 Clicks para o Inferno 2001: Odisseia no Espaço 365 Samurai e alguns copos de arroz A Arte da Guerra em Quadrinhos A Canção da Magnun A Casta dos Metabarões A Era Metalzoica A Guerra de Luz e Trevas A Ilha do Tesouro A Lenda de Isis A Magia de Aria A Marca da Feiticeira A Morte do Capitão Marvel A Saga de Thanos A Teoria do Caos A Vingança do Submundo a voz do fogo adaptações adulto Adventures in the dc universe Alien All Star Comics America's Greatest Comics American Flagg Apache Skies Aquaman Arena Arkadian Arqueiro Verde artbook As Aventuras de Luther Arkwright Ás Inimigo asterix Átomo aula de gibi Avatar Press Avengers Aventuras de um empregado japonês Azul é a cor mais quente Bad World Badlands Ballistic batman beatles Behind Watchmen beowulf Biblia Bibliografia biografia Black Kiss Black Phanter Black Terror Blade Runner Blanche Epifany Blood Blueberry Boas Festas Bone Bump Caçadora calendário capas Capitão América Caricaturas Cartas Selvagens Cartões de Identidades cartoons Cavaleiro Solitário Cerebrus Champions Classic Chernobil cicatrizes Clássicos ilustrados Codex Arcana Coisa coletânea Colossus Comic Book Encyclopedia Comic Canceled Cavalcade comics Conan Concreto Contatos Imediatos do Terceiro Grau Contos Contos de Asgard Coringa corto maltese crossover Curiosidades Cyblade Darkness Dawn Dc Universe Online Legends demolidor Demônio da mão de vidro dentes-de-sabre Destrutor Diabolik dicionário Dick Tracy Disney divine right do inferno doctor solar documentário dolly Doom Patrol Dr. Estranho Drácula Dreadstar druuna Duna Echo El Diablo Elektra Elric elseworld em espanhol Em Francês Em italiano Emily The Strange Enciclopedia Epic Ilustrated Especiais Espectro Eternals Eu sou a lenda Eu vi... Exterminador 17 Exterminador do Futuro fables fábulas Falcão Negro Fangoria Comics Fantasma Fathom Fera filmes Firekind Flash Flash Gordon fontes para diagramação four star Fusão Galactus Gandhi Gerações Ghost Rider GI Joe gibis Girl & Boy Golem graphic novel Guarda Rato Guerra Kree Skrull Guerras Secretas Guerreiro guia Gun Runner Gunfire Harbinger Harley Quinn hawkman Haywire hellboy Hellraiser heroes Heróis em Ação Hieroglyph História da França Histórias curtas Holy Terror homem-aranha homem-de-ferro How to draw Howard the Duck Hq Européia Hulk Huntress ilustrações immortel Independência do Brasil Infestation Inimigos Comuns Invisíveis Iron and the Maiden Ivan Brun jogo Jonah Hex Jonny Double Jornada nas Estrelas Joseph Judge Dredd Justiceiro Kamandi Kitty Pride komiker Krazy Cat Kripta Krishna Lanterna Verde last man Last Planet Standing Legião Alien Legião dos Super-Heróis Leitura da semana LEOG Liefeld liga da justiça liga extraordinária livro Lobisomem Loki Lone Ranger Lorde Takeyama Man of Steel Mansão dos Segredos Marada Marshal Law Marvel Adventures marvel atlas Marvel Treasury Menz Insana Modern Master Modesty Blaise monstro do pântano Moonshadow Mordillo Morto do Pântano mortos-vivos mouse guard Ms. Marvel mulher maravilha Mulher-Gato músicas Namor Nick Fury Novo Universo O Detetive Sem Nome O Fantasma O Hobbit O Jardineiro Molhado O Livro das Trevas O monge e o demônio O Sombra Obergeist Oldboy oneshot Ópera gráfica Os Pequenos Perpétuos Pantera Negra pergunta Pernalonga Phantom Pinóquio Piratas do Tietê Pixotes Poder Supremo Popeye Power Company Predador pride of bahgdad primeira edição Príncipe Valente programa promethea quadrinho alternativo quadrinho nacional quadrinhos Quarteto Fantástico Ramayana Reinos Esquecidos Retenção Robotech ROM Runaways sandman Sargento Rock scketchbook Secret Agent X-9 Secret City Segunda Guerra Mundial Sem Comentário Shadowhawk short stories Silver Age of Comics silver star Silver Surfer Sin City Six from Sirius Sky Doll smax sounds spirit Star Trek Star Wars stardust Starman Strange Tales Strange Tales MAX Strangers in Paradise supeman super-homem Superboy Superhero woman supremo Supremos Surfista Prateado Tales of Mystery Tarzan Terminator Terra terror Thanos The Human Race The Mighty The Milkman Murders The Nazz The Nine Rings of Wu-Tang The Spirit of the Tao The Thnig from Another World The Twilight Zone Thor thunderbolts Tio Patinhas tirinhas tom strong top 10 Top Cow top ten TOP TOP TOP TOP-NOTCH COMICS Torneio de Campeões Transformers Transmetropolitan Trapalhões trinity Turma da Mônica Two-fisted Ultra-sete Usage Yojimbo v de vingança Vampirella veils Vigilante Vincent & Van Gogh vingadores Viúva Negra Void Indigo wanted War of the Independents Warlord watchmen what if wildstorm Witchblade wizard Wolverine Woman of Marvel Wonder Woman World War Hulks Wulf x-men Y zumbis

    Em algum lugar do passado...

     

    Sobre o Komiker Master

    Komiker Master é o líder supremo de todo Universo Komiker. Além disso, ele o único portador a espada prata que singra o espaço e que deixa até o Chuck Norris com medo quando escuta o tão famoso e temido WAAAAADJÁÁÁÁÁ

    Selo de Qualidade

    Missão

    Levar informação, cultura e principalmente entretenimento aos que não possuem formas de tê-lo fisicamente, então vai virtualmente mesmo.