• Da pré-história dos quadrinhos ao pós-modernismo gibístico!

    As poses mais icônicas de personagens da Marvel e DC


    POSE s.f. Postura; maneira em que corpo se encontra disposto; a atitude de alguém. Ação ou efeito de posar, de ficar imóvel para ser retratado, fotografado. Gíria. Compostura; expressão de superioridade, comedimento, sobriedade (Fonte: Dicionário Online de Português).

    A ideia desse post surgiu quando eu estava procurando uma ilustração do Homem-Aranha para uma arte de perfil e só me vinha à mente uma imagem desenhada por John Romita (não o Jr., e sim o pai).  Localizando rapidamente a figura na internet, vi a descrição “pose clássica do Homem-Aranha”. Intrigado pela inesperada conjunção entre a imagem que eu tinha idealizada e a rotulação, dei uma rápida pesquisada para saber se não se tratava de uma mera preferência pessoal de quem postou e que coincidiu com a minha, quando caí em um site estrangeiro que dizia o mesmo sobre a imagem. Bem, poderíamos discutir sobre os critérios que definem tal ilustração como sendo icônica, e não outra, do personagem, mas a quase totalidade das minhas respostas incluem o termo “memória afetiva” em sua formulação. Por fim, já instigado pela ânsia de saber própria de uma nerdice velha, decidi pesquisar quais seriam as poses ditas “clássicas” de medalhões da Marvel e DC, as quais trago abaixo. Lembro que a coisa (adoro esta prosaica palavra) é totalmente subjetiva, baseada em parte em minhas preferências gráficas pessoais e pela minha memória destes personagens.



    Homem-AranhaEssa imagem é a que originou o post. Isso é o que lembro quando vejo tanta bobagem que estão fazendo com o personagem, é nisso que me seguro quando estou quase desistindo de acompanhar seus quadrinhos. É quando eu lembro das histórias do Stan Lee, das histórias publicadas na Teia do Aranha, das publicações na Abril, de quando metade das histórias eram dedicadas aos conflitos humanos do jovem Peter Parker e apenas uma parte à sua contraparte mascarada. Vejam a pose intimidadora, os olhos da máscara, a mão pronta para disparar, a posição própria de um aracnídeo prestes a saltar. Impôe medo. Lindo. Curiosidade: foi capa do Homem-Aranha número 1 da Editora Abril.



    Super-HomemQuase todas as lembranças recorrentes que eu tenho do Super me remetem ou a ele quebrando correntes (quer algo mais nietzschiano?) ou voando, quando pesquisando descobri que há muito mais poses relativas à primeira ação do que eu pensava.  E a que tenho como uma das preferidas é a desenhada por José Luiz Garcia-López. Tem também a pose do Super ricocheteando balas no peito, ou segurando uma mulher no ar. Mas não podemos deixar de reconhecer a pose definitiva, a do Kent tirando a camisa e mostrando o símbolo antes de entrar em ação. Fiquei com a versão do "pintor de HQs" Alex Ross.


    Capitão AméricaJohn Byrne foi o que melhor desenhou o personagem, ponto. E como John Byrne redefiniu graficamente quase toda a Marvel em meados dos anos 70 e 80 (assim como Garcia-López com a DC) certamente muitas ilustrações do cara devem estar na memória gráfica da nerdalhada velha crescida nestas décadas. Pra mim, Capitão América segurando a bandeira estadunidense e com o escudo a frente do corpo são as mais icônicas. É o completo retrato do patriotismo, o ideal de uma época, o american way of life, o supersoldado. Notem os símbolos arquitetônicos ao fundo, Estátua da Liberdade, Torres Gêmeas, Golden Gate. O olhar erguido, semblante sério, a grande estrela no peito, o punho firme na haste da bandeira. Quase um Raising the Flag on Iwo Jima. Um bombardeio ideológico. 







    BatmanTaí, não me vem á mente nenhuma pose clássica do morcegão. Não que eu não seja fã do Batman, muito pelo contrário, tenho gravadas na memória muitas imagens icônicas do personagem, como ele segurando o Robin morto, ou chutando a cara do azulão de Krypton em Dark Knight, mas me parece que nenhuma foi adotada pela massa (sim, também estou levando isso em consideração neste post) como uma imagem símbolo do mesmo. Recorrendo ao banco de imagens do personagem, arriscaria dizer que um Neal Adams deveria estar aqui, mas esta silhueta clássica desenhada por Frank Miller rende qualquer ser humano. [ Pós-post: o amigo Gustavo me chamou a atenção para as poses clássicas do Batman de prontidão sobre as gárgulas dos prédios góticos de Gotham. Ele tem razão,  eu ainda incluiria um panorama de Gotham City abaixo, o bat-sinal no céu e morcegos voando ]. 


    HulkImagem icônica do Hulk tem que ser do Hulk raivoso, urrando, com os músculos tesos. E não me venham com essa papagaiada de Hulk cinza, Maestro ou qualquer outra coisa, apesar do personagem ter tido excelentes histórias em suas mais diferentes variações. Hulk é bestialidade, é a contraparte "monstro" do médico Banner, as crianças devem ter medo da imagem do verdão, gritar “mamãe”, sair correndo e ter pesadelos ao dormir. E se alguém me dizer que existe um Hulk mais amedrontador do que o de Lou Ferrigno (foto) desafio a apresentar-me "ibagens" do dito cujo! Escolher a mais aterradora foi uma incursão fotográfica na carreira do fisioculturista. 





    Mulher-Maravilha: Essa é fácil. A imagem que eu tenho da heroína amazona é um misto de sensualidade e força feminina, transparecendo ao mesmo tempo seriedade e responsabilidade, cumplicidade e confiança. A mulher empunha o Laço da Verdade! - apesar de os quadrinhos não usarem muito isto. É quase como uma juíza, bonitona, mas que lhe senta à mão se emitires qualquer gracejo infeliz. Imagem de Mulher-Maravilha pra mim ou é a de Garcia-López (a daqui) ou a de George Perez, e todas envolvem ou ela balançando o laço ou com os braços na posição da imagem, formando o W de Wonder Woman. Ainda bem que as tentativas recorrentes de anatomizar vulgarmente a personagem, tanto nos quadrinhos quanto em outras mídias, foram sempre tratadas com desprezo, mal vistas e temporárias.  







    ThorO Deus do Trovão. Bem, a despeito de sua divindade, eu sempre o imagino sorrindo, empunhando o martelo, o que não me parece muito coerente com a postura que um Deus do Trovão deveria ter (e que combinaria mais com Loki, seu meio-irmão Deus da Trapaça). Talvez porque eu o veja como o correspondente marvelístico do simpático Super-Homem, não sei. Poses clássicas: qualquer imagem dele batendo o martelo no chão, ou girando o mesmo como uma hélice, lançando-o ao ar e controlando a trajetória com uma das mãos, como na imagem. Vejam bem, eu disse "impulso", que simula um voo; o que lança o personagem ao ar é o Martelo Mjolnir (as legendas na imagem explicam bem).  Thor não voa! 



    FlashDa mesma forma que o Hulk tem que estar raivoso em sua imagem simbólica, o Flash deveria estar correndo, afinal é a característica que define o personagem. Mas na elaboração desta matéria uma visão do personagem correndo me incomodava um pouco, e refletindo concluí que realmente não fazia sentido mostrá-lo correndo: o conceito do personagem é ser tão rápido que engana os olhos, não dá pra ser visto a não ser por um vulto. A imagem ideal é ele parado, ou aparentemente parado aos seus olhos, quando na realidade ele foi, deu a volta ao bairro, comeu um hambúrguer, voltou e você nem percebeu, mesmo diante de seu nariz. Tá aí uma imagem icônica que não me veio dos quadrinhos, e sim da série televisiva dos anos 90. Sei, sei, muito musculoso pra ser um corredor, blá, blá, blá... É a primeira imagem que me vem a mente quanto penso no herói Flash. Notaram uma fumacinha atrás na imagem? Semiótica, man...




    Lanterna VerdeLanterna Verde é Hal Jordan, ponto (de novo). Mostrando o anel no punho, voando, com a boca entreaberta como a dizer: “No dia mais claro, na noite mais densa, o mal sucumbirá ante a minha presença”. Não é de arrepiar? Não imagino um Guy Gardner da vida declamando isso. Isso é pra se recitar todo dia antes de sair de casa. Sabe de uma coisa? Me empolguei, tome-lhe o restante na caixa dos peitos: “... da lanterna vem o dom da paz, pra disseminar a luz que a justiça traz, quem quer o mal, tudo perde, ante o poder do Lanterna Verde” (nhé na rima, tem variações, mas esta é minha versão preferida)!!! Imagem do Garcia-López, mas poderia ser de Neal Adams. 






    WolverineA pose do baixinho invocado seria um misto do Aranha com a raivosidade do verdão (Hulk), mostrando as garras, cabeludão (lembro que na época dos X-Men de Byrne sempre tiravam um zarro dos pelos, o lado “Tony Ramos” do Logan, depois isso foi que meio se perdendo). A visão do carcaju tem que dar medo, tanto quanto a do Hulk; não é a toa que Wolverine é um dos poucos da lista a enfrentar o Gigante Esmeralda sem um único calafrio a percorrer a espinha. Uma caracterização que o traço de Jim Lee soube retratar muito bem. Tem o Barry Windsor-Smith, mas o objetivo deste post não foi estabelecer os melhores ilustradores de cada personagem. 












    ED. 
    Leu alguma coisa sobre semiótica, lamenta o falecimento do autor de Apocalípticos e Integrados, e prefere Barthes a Peirce. Sabe que dourou a pílula neste post e que as verdadeiras imagens marcantes em sua mente são todas do Rob Liefeld e uma ou outra do Paolo Serpieri. Uma ou outra!  



    1 comentários:

    Anônimo disse...

    Ecos de Umberto.....

    Prato cheio de gibis (CTRL+F)

    100 balas 1001 Comics 2 Clicks para o Inferno 2001: Odisseia no Espaço 365 Samurai e alguns copos de arroz A Arte da Guerra em Quadrinhos A Canção da Magnun A Casta dos Metabarões A Era Metalzoica A Guerra de Luz e Trevas A Ilha do Tesouro A Lenda de Isis A Magia de Aria A Marca da Feiticeira A Morte do Capitão Marvel A Saga de Thanos A Teoria do Caos A Vingança do Submundo a voz do fogo adaptações adulto Adventures in the dc universe Alien All Star Comics America's Greatest Comics American Flagg Apache Skies Aquaman Arena Arkadian Arqueiro Verde artbook As Aventuras de Luther Arkwright Ás Inimigo asterix Átomo aula de gibi Avatar Press Avengers Aventuras de um empregado japonês Azul é a cor mais quente Bad World Badlands Ballistic batman beatles Behind Watchmen beowulf Biblia Bibliografia biografia Black Kiss Black Phanter Black Terror Blade Runner Blanche Epifany Blood Blueberry Boas Festas Bone Bump Caçadora calendário capas Capitão América Caricaturas Cartas Selvagens Cartões de Identidades cartoons Cavaleiro Solitário Cerebrus Champions Classic Chernobil cicatrizes Clássicos ilustrados Codex Arcana Coisa coletânea Colossus Comic Book Encyclopedia Comic Canceled Cavalcade comics Conan Concreto Contatos Imediatos do Terceiro Grau Contos Contos de Asgard Coringa corto maltese crossover Curiosidades Cyblade Darkness Dawn Dc Universe Online Legends demolidor Demônio da mão de vidro dentes-de-sabre Destrutor Diabolik dicionário Dick Tracy Disney divine right do inferno doctor solar documentário dolly Doom Patrol Dr. Estranho Drácula Dreadstar druuna Duna Echo El Diablo Elektra Elric elseworld em espanhol Em Francês Em italiano Emily The Strange Enciclopedia Epic Ilustrated Especiais Espectro Eternals Eu sou a lenda Eu vi... Exterminador 17 Exterminador do Futuro fables fábulas Falcão Negro Fangoria Comics Fantasma Fathom Fera filmes Firekind Flash Flash Gordon fontes para diagramação four star Fusão Galactus Gandhi Gerações Ghost Rider GI Joe gibis Girl & Boy Golem graphic novel Guarda Rato Guerra Kree Skrull Guerras Secretas Guerreiro guia Gun Runner Gunfire Harbinger Harley Quinn hawkman Haywire hellboy Hellraiser heroes Heróis em Ação Hieroglyph História da França Histórias curtas Holy Terror homem-aranha homem-de-ferro How to draw Howard the Duck Hq Européia Hulk Huntress ilustrações immortel Independência do Brasil Infestation Inimigos Comuns Invisíveis Iron and the Maiden Ivan Brun jogo Jonah Hex Jonny Double Jornada nas Estrelas Joseph Judge Dredd Justiceiro Kamandi Kitty Pride komiker Krazy Cat Kripta Krishna Lanterna Verde last man Last Planet Standing Legião Alien Legião dos Super-Heróis Leitura da semana LEOG Liefeld liga da justiça liga extraordinária livro Lobisomem Loki Lone Ranger Lorde Takeyama Man of Steel Mansão dos Segredos Marada Marshal Law Marvel Adventures marvel atlas Marvel Treasury Menz Insana Modern Master Modesty Blaise monstro do pântano Moonshadow Mordillo Morto do Pântano mortos-vivos mouse guard Ms. Marvel mulher maravilha Mulher-Gato músicas Namor Nick Fury Novo Universo O Detetive Sem Nome O Fantasma O Hobbit O Jardineiro Molhado O Livro das Trevas O monge e o demônio O Sombra Obergeist Oldboy oneshot Ópera gráfica Os Pequenos Perpétuos Pantera Negra pergunta Pernalonga Phantom Pinóquio Piratas do Tietê Pixotes Poder Supremo Popeye Power Company Predador pride of bahgdad primeira edição Príncipe Valente programa promethea quadrinho alternativo quadrinho nacional quadrinhos Quarteto Fantástico Ramayana Reinos Esquecidos Retenção Robotech ROM Runaways sandman Sargento Rock scketchbook Secret Agent X-9 Secret City Segunda Guerra Mundial Sem Comentário Shadowhawk short stories Silver Age of Comics silver star Silver Surfer Sin City Six from Sirius Sky Doll smax sounds spirit Star Trek Star Wars stardust Starman Strange Tales Strange Tales MAX Strangers in Paradise supeman super-homem Superboy Superhero woman supremo Supremos Surfista Prateado Tales of Mystery Tarzan Terminator Terra terror Thanos The Human Race The Mighty The Milkman Murders The Nazz The Nine Rings of Wu-Tang The Spirit of the Tao The Thnig from Another World The Twilight Zone Thor thunderbolts Tio Patinhas tirinhas tom strong top 10 Top Cow top ten TOP TOP TOP TOP-NOTCH COMICS Torneio de Campeões Transformers Transmetropolitan Trapalhões trinity Turma da Mônica Two-fisted Ultra-sete Usage Yojimbo v de vingança Vampirella veils Vigilante Vincent & Van Gogh vingadores Viúva Negra Void Indigo wanted War of the Independents Warlord watchmen what if wildstorm Witchblade wizard Wolverine Woman of Marvel Wonder Woman World War Hulks Wulf x-men Y zumbis

    Em algum lugar do passado...

     

    Sobre o Komiker Master

    Komiker Master é o líder supremo de todo Universo Komiker. Além disso, ele o único portador a espada prata que singra o espaço e que deixa até o Chuck Norris com medo quando escuta o tão famoso e temido WAAAAADJÁÁÁÁÁ

    Selo de Qualidade

    Missão

    Levar informação, cultura e principalmente entretenimento aos que não possuem formas de tê-lo fisicamente, então vai virtualmente mesmo.